Ataques à Igreja continuam ocorrendo com intensidade, na Nigéria

 

 

 

Extremistas islâmicos são suspeitos de bombardear três igrejas no estado de Kaduna, na manhã de domingo (17), o terceiro domingo consecutivo em que um culto cristão termina em derramamento de sangue, na Nigéria.

 

 

 

Em Zaria, uma área predominantemente cristã, conhecida como Wusasa, um extremista islâmico lançou seu carro, cheio de explosivos, contra o muro da Igreja Evangélica Vencendo Tudo (ECWA), por volta das nove horas da manhã, matando pelo menos 24 pessoas e ferindo outras 125, segundo relatório de um funcionário do Estado. Poucos minutos depois, extremistas islâmicos detonaram explosivos na Igreja Católica Cristo Rei, em Gari Sabon,  na região de Zaria.

Uma testemunha disse ao Compass que pelo menos dez cadáveres foram retirados da catedral, e que outras dezenas ficaram feridos. Até o momento a Cruz Vermelha nigeriana informou que o número de mortos na explosão da igreja católica tinha chegado a 16.

Mais tarde, uma congregação pentecostal chamada  Igreja Shalom, em Trikania, na cidade de Kaduna, foi bombardeada, matando pelo menos dez pessoas, segundo a Cruz Vermelha.

Os ataques foram atraibuidos  à Islâmica Boko Haram, que assumiu a responsabilidade por ataques semelhantes nos Estados de Plateau e Borno, em 10 de junho, e em Bauchi em 3 de junho.

Andrew Gani-Ikilami, diretor executivo da Escola de Negócios Wusasa, em Zaria, disse que muitas vítimas chegaram ao hospital da região. “Uma das igrejas pertence à ECWA localizada aqui em Wusasa onde estamos, e muitas crianças foram afetadas”, disse ele.

Dr. Taylor Adeyemi, diretor médico do Hospital (Anglicano)São Lucas de Wusasa, em Zaria, confirmou que muitas das vítimas eram crianças. “40 cristãos feridos foram levados para o hospital, e a maioria deles eram crianças”, disse Adeyemi. “Três morreram, e outros ainda estão sendo tratados”.

John Shiklam, um jornalista da cidade de Kaduna, disse que ficou difícil obter mais informações sobre a explosão. “Tudo o que posso dizer é que houve ataques em três igrejas no estado, e como resultado, um conflito eclodiu entre muçulmanos e cristãos”, disse Shiklam ao Compass por telefone.

Além do bombardeio a uma igreja em Jos, no Estado de Plateau no último domingo (17), homens armados também atacaram uma igreja na cidade de Biu, no estado de Borno, matando dois cristãos.

 

Fonte: Compass Direct / Portas Abertas http://www.portasabertas.org.br/noticias/2012/06/1608952/

Tradução: Marcelo Peixoto

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s