Pastor multado por orar por doente é absolvido, no Cazaquistão

 

Um pastor do Cazaquistão, que havia recebido uma pesada multa, depois de orar pela cura de um enfermo que visitou sua igreja, foi  absolvido da acusação

Yerzhan Ushanov, líder da Igreja Protestante Nova Vida, em Taraz, foi considerado culpado em 05 de setembro de 2011 por “causar graves danos à saúde por negligência”. Ele foi condenado a pagar uma multa equivalente a 1.365 dólares americanos, uma soma enorme, para os padrões sociais do Cazaquistão.

O pastor recorreu da sentença e, em 24 de abril, o Supremo Tribunal o absolveu, alegando “a ausência de provas contra ele”.

O processo contra o Pastor Ushanov, havia sido iniciado pelo Comitê de Segurança Nacional (KNB, ou a polícia secreta. Um oficial do KNB disse ter recebido uma denúncia da esposa de Aleksandr Kireev, o homem por quem o líder da igreja havia orado.

Na primeira audiência na justiça, alegou-se que o pastor tinha usado “métodos de influência psico-terapêutico e médico-psicológico, nas pessoas, com objetivos não-médicos, que poderiam causar danos à saúde psicológica dos indivíduos que foram atendidos por ele”.

A acusação alegou que o Sr. Kireev tinha sofrido dores de cabeça e lapsos de memória, tornou-se “inseguro de si mesmo”, e tinha perdido oito quilos de peso.

Os psiquiatras que haviam sido contratados pela KNB para examinar o Sr. Kireev, diagnosticaram que ele sofria de transtorno obsessivo-compulsivo, e afirmaram que isso era resultado direto da frequência dele na igreja do Pastor Ushanov.

O pastor negou categoricamente as acusações e disse que o senhor Kireev “não sofreu nenhum dano” através de suas orações. Ele disse que a KNB vinha monitorando minunciosamente, ele e sua igreja, pelo menos desde 2009.

O caso do Pastor Ushanov é semelhante ao de outro líder cristão da mesma região. Vissa Kim, pastor da Igreja Protestante Amor, Graça e Luz, foi multado em abril de 2010 por, supostamente, prejudicar a saúde de uma mulher, orando por ela. O Supremo Tribunal Federal, posteriormente, revogou a acusação e cancelou a multa.

 

Fonte: Barnabas Found / Portas Abertas http://www.portasabertas.org.br/noticias/2012/06/1587879/

Tradução: Marcelo Peixoto

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s