Atentado suicida mata 38 pessoas na Nigéria no domingo de Páscoa

 

 

 

Autoridades acreditam que o ataque à bomba tinha como alvo as igrejas que comemoravam a Páscoa no domingo

 

 

 

Um carro bomba explodiu na manhã de domingo (8 de abril) em uma rua movimentada, matando pelo menos 38 pessoas em uma enorme explosão que sacudiu uma cidade que é o centro da violência religiosa, étnica e política da nação.

A explosão atingiu Kaduna, capital do Estado de Kaduna, deixando mortos e restos carbonizados espalhados através de uma das principais ruas da cidade, onde muitos se reúnem para comer em restaurantes informais e comprar gasolina no mercado negro. Hotéis e casas próximas tiveram suas janelas quebradas e telhados arrancados pela força da explosão.

A explosão danificou a Igreja Assembleia Cristã de Todas as Nações e a Igreja Boas Novas (ECWA). Elas se tornaram alvo fácil, pois seus fiéis estavam celebrando a Páscoa durante seus cultos. Testemunhas disseram que parecia que o carro carregado de explosivos tentou entrar no complexo de igrejas antes de explodir, mas foi bloqueado por barreiras na rua e impedido pela presença do esquema de segurança policial montado na região.

“Estávamos num momento de santa comunhão, eu estava exortando o povo de Deus e de repente, ouvimos um barulho alto que abalou todas as nossas janelas e portas, destruiu nossos ventiladores  e alguns dos equipamentos da igreja,” disse o Pastor Josué Raji.

Embora ninguém tenha reivindicado a responsabilidade pelo ataque, suspeita imediata recai sobre o grupo redical islâmico Boko Haram, acusado de centenas de homicídios por todo o país. E alguns temem que o ataque possa aumentar ainda mais a tensão em torno da cidade de Kaduna, que localiza-se numa região divisória entre o sul da Nigéria, de maioria cristã e, norte predominantemente muçulmano.

Pelo menos 38 pessoas foram mortas na explosão, disse Abubakar Zakari Adamu, um porta-voz da Agência de Gestão Emergencial do Estado de Kaduna. Outros sofreram ferimentos graves e recebem tratamento em hospitais da região, concluiu.

Uma testemunha chamada, Agostinho Vicente, disse que ele estava pilotando uma moto logo atrás do carro quando ele explodiu.

” Deus nos salvou”, disse ele.

As Igrejas da  Nigeria têm sido, cada vez mais, alvo de violência, principalmente em datas importantes no calendário cristão; uma nação com  mais de 160 milhões de pessoas, composta basicamente por cristãos e muçulmanos. Um atentado suicida a uma igreja católica ocorrido no último natal em Madalla perto da capital da Nigéria matou ao menos 44 pessoas.

A polícia e os soldados rapidamente isolaram o local da explosão, embora muitos cidadãos olhavam para as chamas e danos. O mais provavel é que o Boko Haram esteja por trás do atentado e o reinvindique, assim como fez com ataques semelhantes no passado.

Boko Haram, cujo nome significa “a educação ocidental é um sacrilégio” na língua Hausa do norte da Nigéria, está travando uma luta cada vez mais sangrenta com os orgãos de segurança pública. Mais de 380 pessoas foram mortas na violência atribuída ao grupo radical só este ano.

A seita tem utilizado homens bomba e fortes tiroteios para atacar cristãos e muçulmanos, assim como, a sede das Nações Unidas na Nigéria.


Fonte: Portas Abertas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s