Resultado nas eleições traz medo e insegurança para cristãos

 

 

Após a conclusão das eleições parlamentares do Egito na semana passada, muitos cristãos temem que o controle do governo por islâmicos os rebaixe a status de segunda classe e, aumente assim, a perseguição contra os cristãos.

 

 

 

  No entanto, alguns crentes se alegram em ver que, devido às recentes ondas de perseguição, muitos cristãos melhoraram suas vidas espirituais, voltando-se para Cristo em busca de consolo e proteção.

A Irmandade Muçulmana do Partido da Liberdade e da Justiça e da Al Nour, composto por membros do grupo extremista Salafi, passou a deter quase dois terços dos assentos parlamentares do Egito. De acordo com a AP, a função primária do parlamento recém-eleito é selecionar uma comissão de 100 pessoas para elaborar uma nova constituição para o Egito.

A cristã Marcelle Mageh, 22, disse a agência de notícias Compass Direct News que a perseguição aos cristãos aumentou dramaticamente após o presidente Hosni Mubarak sair do poder e os muçulmanos conservadores tomarem o controle.

“Antes dos conservadores estarem no poder já tínhamos muitos problemas, imaginem agora que eles são a maioria.”

Depois que Mubarak deixou o cargo, a alegria dos cristãos rapidamente transformou-se em medo, já que eles experimentaram uma série de ataques dos membros do movimento Salafi e outros muçulmanos. Os extremistas atacaram propriedades, empresas e igrejas de cristãos. A comunidade cristã também foi atacada nas ruas por todo o Egito.

“Parece que os cristãos egípcios estão passando por uma revolução espiritual desde que a recente perseguição começou”, disse um missionário que mora no país.

“Mais e mais as pessoas estão buscando a Deus num grande fervor”, disse. No natal passado, cristãos coptas e evangélicos juntaram-se numa vigília em favor dos cristãos feridos durante a onda de protestos. Nessa vigília estiveram mais de 65 mil cristãos.

Lilian Sobhy, um cirurgião que trabalhava em um centro médico durante os motins de outubro, disse ao Compass Direct News que o aumento das perseguições é inevitável.

Porém, ele acredita que se a igreja está no lugar certo, ela vai ser gloriosa. “Nós não precisamos estar preocupados em quem vai vencer essa guerra que é espiritual. O que quer que aconteça, continuamos crendo que o Senhor é soberano”.

 

Fonte: Compass Direct

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s